segunda-feira, 1 de julho de 2013

Homo Sapis Mellifera

Na Prática da reunião social se produz o mel
Com sua essência coletivista
Trabalham as operárias a granel
Em sua monarquia comunista

Na realeira encontra-se a rainha
Alimentando-se da geléia real
Governa a todos sozinha
Na colônia sua presença se faz vital

Uma operária certo dia reclamou
Se não podia consumir da tal geléia
Pois era ela que extraia da flor
O produto que fortalece a colméia

Inquieta, a rainha proclamou
Que se caso alguém provasse da geléia
Instalaria-se na colônia o terror
Transformando-a numa alcatéia

    Ritual da dança
    Manifestam as operárias
    Com seu grito de esperança

    Como uma fruta madura
    E o néctar das flores
    São as revolucionárias
    Grandes na luta
    E ricas em amores

    Dos burocratas zangões
    Nasce a nova prole fecundada
    As rebeldes empunham seus ferrões
    Trazendo o esmorecer da realeza rebuçada

    Em guerras sem temperança
    Se erguem as operárias
    Na sua beleza e pujança

    Continua sem tardança
    A luta solidária
    Do povo que avança

    Do enxame à sociedade
    Da opressão à liberdade
    Com a revolução se alcança


Vinni Corrêa
17 de março de 2005 

Vladimir Kush - One Flew Over The Wasp's Nest

Mike Hrubovcak - Apis Mellifera Poster

Nenhum comentário:

Postar um comentário