segunda-feira, 1 de julho de 2013

Miséria Preconizada

A lábia disfarçada em apelos embebeda aos goles
Aqueles desaventurados cegos pelo golpe
Do cinismo que os empurram do precipício
Após ter injetado em suas mentes a doença alienante
Este banquete pantagruélico para as seitas dolosas
Ostentando-se da miséria viciosa
Que afoga o nosso povo

Mas os pés ainda estão firmes para caminhar
Mesmo após horas no batente
Há cura para que os olhos possam enxergar
A força que está latente
Desvencilhando-se do milagroso virulento
Que se espalha no homem de forma insistente
Mas que com o ser pensante chega ao seu esmorecimento
Essa prática alienadora e insubsistente

A verdadeira libertação do ser
Estará não na devoção de algo que não existe
Mas na consciência dos atos que nele exprime
Ao entregar-se à luta contra a repugnante dominação
Eliminando qualquer forma de submissão


Vinni Corrêa
01 de maio de 2004

David Alfaro Siqueiros - Eco de um Grito

Nenhum comentário:

Postar um comentário