domingo, 2 de março de 2014

Aquela Menina

Aquela menina
Que sonha um sonho roxo
De água flutuante e pedras límpidas
Que sonha a pele máscula
Penetrando-a devorando-a
Arrancando uma calcinha minúscula
Que já não sabe onde foi parar
Aquela menina
Que sonha com os dedos entre as pernas
Um sonho viscoso que a estremece
Treme suas pernas em transe
Em transa
Que sonha mordendo o travesseiro
A dor impressa doloridos os biquinhos
Dos peitos
A dor impressa dolorida vênus
Liquidada
Extenuada
Sonha
Aquela menina
E acorda molhada 


Vinni Corrêa
04 de fevereiro de 2010



Giorgio Balbi

Nenhum comentário:

Postar um comentário