domingo, 2 de março de 2014

Desistir Jamais

Minhas mãos estão acorrentadas
Mas sei como me livrar dessas correntes
Eu grito para que todos ouçam
O nome da liberdade...vida

Luto pelo meu sofrimento
Sangro por fora e por dentro
Venço os inimigos que eu enfrento

Amo aqueles que me entendem
Amo aqueles que querem me entender
Amo aqueles que amam
Amo aqueles que sabem o que é viver

A vida está onde a natureza a permite estar
Desistir jamais, em nenhum lugar

Meus olhos precisam ver ao redor
Não posso me calar neste silêncio
Preciso denunciar o que acontece de errado
Nossas vidas não se tornam apenas...pó

Derramar sangue por justiça e liberdade
Castigar aqueles que praticam a crueldade
Precisamos ver a verdade

Amo aqueles que me entendem
Amo aqueles que querem me entender
Amo aqueles que amam
Amo aqueles que sabem o que é viver

A vida está onde a natureza a permite estar
Desistir jamais, em nenhum lugar 


Vinni Corrêa
12 de junho de 2002



Oswaldo Guayasamín - Las manos insaciables

Nenhum comentário:

Postar um comentário