domingo, 2 de março de 2014

Me Engana

Teu olhar não me engana
Tuas pernas não me enganam
Teus cabelos não me enganam
Teu carinho não me engana
Teu riso não me engana
Teus gemidos não me enganam
Teu líquido não me engana
Tua boca não me engana
Teu ânus não me engana
Teu umbigo não me engana
Tua língua não me engana
Teu suor não me engana
Tuas lágrimas não me enganam
Teu balanço não me engana
Teus movimentos não me enganam
Teu vai-e-vem não me engana
Tuas salivas não me enganam
Tuas mordidas não me enganam
Teus apertos não me enganam
Tua convulsão não me engana
Tua febre não me engana
Tua elasticidade não me engana
Tua selvageria não me engana
Teus dedos não me enganam
Tua lascívia não me engana
Tua lubricidade não me engana
Teu hímen não me engana
Teu sangue não me engana
Teu calor não me engana
Tua xoxota não me engana
Teus seios não me enganam
Tua bunda não me engana
Teus espasmos não me enganam
Apenas teu orgasmo me engana 


Vinni Corrêa
19 de março de 2003



 Gustav Klint

 Gustav Klint

Gustav Klint

Nenhum comentário:

Postar um comentário