sexta-feira, 10 de julho de 2015

A vida é um roubo para a propriedade

 Vale milhões de vezes mais a vida de um único ser humano do que todas as propriedades do homem mais rico da terraChe Guevara



O brasileiro é um ser muito controverso. Critica a legislação brasileira por ela valorizar mais a propriedade do que a vida humana. No código penal, por exemplo, uma pessoa pode ser condenada a mais tempo de cadeia por roubo do que por atentado a vida de outro indivíduo.
Mas, quando essas mesmas pessoas que criticam esse funcionamento da lei resolvem fazer justiça com as próprias mãos, elas esquecem o que elas defendiam. Vi muitos concordando com a ação de amarrar um suspeito de roubo e furto (sim, suspeito, pois somente a Justiça tem capacidade de condenar alguém) a um poste e depois espancá-lo. Tudo isso por roubo e furto.
Hoje, ao atravessar uma rua com o sinal aberto para os pedestres, um motorista, usando o celular, avançou o sinal e quase atropelou duas pessoas. Penso, se ele tivesse atropelado, acho pouco provável que alguém concordaria em amarrá-lo no poste e espancá-lo.

Porque não apenas na lei, mas, também, na cultura do brasileiro, a propriedade vale mais que a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário